Parar

A alfabetização mediática é pensar criticamente sobre as informações que consome e partilha.

 

     

 

Transcrição em português (PDF 320 KB)

Todos nós recebemos – mensagens que contêm as últimas notícias, opiniões e fofocas. Seja mde amigos, familiares ou de colegas de trabalho. De fontes oficiais e não oficiais.

Qualquer pessoa, parece, ser agora jornalista com uma história urgente para partilhar. E dependendo dessa informação, o desejo de a transmitir pode ser bastante impulsivo. Mas será que deveria ser assim?

Nesta série, vamos falar sobre o motivo, quando se trata da partilha de informação, pelo qual devemos todos parar, refletir e verificar.

[TEXT: STOP]

A troca aberta de informações é vital para as sociedades produtivas e cria oportunidades para aprender e para tomar decisões informadas. Mas um pouco de ceticismo saudável e a capacidade para avaliar o que está a ler e ouvir é igualmente importante. Nós chamamos a isso alfabetização mediática. A alfabetização mediática é pensar criticamente sobre as informações que consome e partilha.

Isso exige que não questione apenas de quem é a notícia, mas porquê e como essa notícia lhe está a ser comunicada. Até o timing das mensagens e para quem são direcionadas devem ser considerados. A história sobre as últimas pesquisas antes da eleição era verdadeira?

Foi para provocar uma resposta emocional? Foi para que perdesse fé no processo? Quem lançou isso e por que é que isso os beneficiaria?

No mundo da informação em rápida expansão e cada vez mais aberto em que vivemos existem bons e maus atores. Está em si em se comprometer a ser um promotor responsável de informações credíveis e confiáveis.

Então, antes de partilhar essa história – PARE!

Visite YALIChecks para mais informações!

Media Literacy,

Português,

Press and Journalism,

Social Media,

YALIChecks