Flag

An official website of the United States government

Parte 2 — Violência de gênero física e sexual
5 MINUTE READ
May 6, 2019

Uma visão geral das categorias mais agressivas de violência de gênero, que causam dor e sofrimento diretos, e podem causar ferimentos ou levar à morte.

Transcrição em Português [146 KB]

Por Catherine Rolfe, autora e gestora de fundo social; Plan International USA

Todo homem pode escolher quem ele vai se tornar. Algumas pessoas têm a impressão errônea de que os homens são violentos, sexuais e agressivos por natureza. Quando encorajamos esses comportamentos e reforçamos tais estereótipos,  permitimos que a violência continue e cause dor em nossas comunidades. Como você pode fazer a diferença?

Neste vídeo, vamos falar sobre dois tipos de violência de gênero: a física e a sexual. Vamos começar pela violência de gênero física.

A violência de gênero física é qualquer ação  que cause dano físico a alguém devido ao seu gênero. Alguns exemplos incluem socar, chutar, queimar ou cortar. A mutilação genital feminina também é um tipo de violência de gênero física.

A seguir, a violência de gênero sexual  refere-se ao ato de forçar alguém, devido ao seu gênero, a participar de uma atividade sexual. Isso pode incluir estupro, toques indesejados ou bolinação,  agressão, assédio, casamento forçado, prostituição forçada, ou coagir alguém a fazer sexo por meio do abuso de poder. Forçar alguém a fazer sexo sem proteção contra a sua vontade  também é uma forma de violência de gênero sexual.

Infelizmente, a violência de gênero pode ocorrer em qualquer lugar, a qualquer um. O agressor costuma ser alguém que a vítima conhece, como um professor, um amigo, um parente ou até mesmo cônjuge. Mas uma coisa é certa: ninguém merece ser alvo de violência.

No próximo vídeo, vamos falar sobre o que você pode fazer para acabar com a violência de gênero na sua comunidade.

Para obter mais informações, visite https://yali.state.gov/4her/.

Assista ao último vídeo